8/365 nem todo dia é dia

Síndrome de autor.

Tenho síndrome de autor.

“Ninguém tem interesse no que escrevo”, eu penso.

“Lá vai você tentando enfeitar a flor pequena com forma de estrela que viu, ninguém tem interesse”;

“Vai novamente falar sobre a beleza do cotidiano, da rotina, do previsível? É, eu vou”

Síndrome de autor.

“Não escreve há quatro dias, ‘muito bom’, quem vai dar crédito a essa escrita?”

Síndrome de autor.

“Escrever não é falar. Vá lá e fale, despeje, converse, se exponha, a nudez almática é a ferramente do autor”

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close