5/365 Humanez

Os meus olhos se dão com as lágrimas. Meu corpo se esvazia da tensão quando os olhos transbordam. Isso não é fraqueza, tão pouco hipersensibilidade, é humanez. A vulnerabilidade do que somos está escancarada em cada passo que damos. Somos aqui, amanhã podemos não ser mais. Nessa balança de priorizar o que importa e não enlouquecer com a possibilidade do fim, o melhor é ser amigo do contentamento. Ele nos permite ser alegres aqui. Aguardar um minuto a mais antes da reclamação, ser íntegro com os que nos cercam e ser feliz.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close